Programa

Programa geral:

Dia 2 de maio

9h00 – Receção dos participantes e entrega de documentação
9h15 – Sessão de abertura
9h30 – Conferência de abertura – Antonio Romano (Universidade de Turim) – La variation géoprosodique : progrès dans la définition typologique et dans les méthodes d’évaluation

10h30 – 11h00 – Intervalo

11h00 – 13h00 – Comunicações orais

13h00 – 14h30 – Pausa para almoço

14h30 – 15h30 – Comunicações orais
15h30 – 17h30 – Oficina sobre cartografia linguística – Xulio Sousa (Universidade de Santiago de Compostela)

Dia 3

09h30 – 10h30 – Conferência plenária – François Wioland (Université de Strasbourg) – Singularités phonétiques du français parlé par rapport aux autres langues romanes

10h30 – 11h00 – Intervalo

11h00 – 13h00 – Comunicações orais

13h00 – 14h30 – Pausa para almoço

14h30 – 15h30 – Comunicações orais
15h30 – 17h30 – Painel temático sobre o Barranquenho, o Minderico e o Mirandês – coordenado por Alberto Gómez Bautista (CLLC) com a participação de:
– Maria Victoria Navas ((Universidade Complutense de Madrid) – O barranquenho, língua ameaçada e minoritária
– Vera Ferreira (CIDLeS; ELAR, SOAS University of London) – Minderico: da vitalidade à revitalização. Um exemplo de diversidade esquecida na suposta homogeneidade linguística em Portugal
– Alfredo Cameirão (Presidente da Associação da Língua Mirandesa) – Froles que dórun muito fruito. Reflexões sobre Lingua e Literatura mirandesas

Dia 4

09h30 – 10h30 – Conferência plenária – Alicia Fernández-Zúñiga (Universidad Autónoma de Madrid -UAM; Instituto de Lenguaje y Desarrollo- ILD) Variacion en el desarrollo del lenguaje en la primera infância

10h30 – 11h00 – Intervalo

11h00 – 12h00 – Sessão de pósteres
12h00 – 13h00 – Comunicações orais

13h00 – 14h30 – Pausa para almoço

14h30 – 16h30 – Comunicações orais
16h30 – 17h30 – Conferência de encerramento – Francisco Dubert (Universidade de Santiago de Compostela) – Continuum xeolectal constitutivo no noroeste da Península Ibérica
17h30 – Sessão de encerramento